Moby Dick

Moby Dick
3º IV - E1 D1 - 205
Jurujuba – Niterói
Morro do Morcego - Face Norte

2005 - Theotônio da Silva Conceição, Elenita C. Soares, Silvia Noronha, Guilherme, Marcelo Chagas, Márcia Valeria, Hernande Carlo, Bárbara Silva e Cristina Alencar

Descrição:

devido às poucas repetições a via está bem suja em alguns trechos, mas nada que atrapalhe a escalada.

É um via de pequenas agarras, mas com inclinação bem positiva, o que a deixa acessível para quem está começando a guiar. O crux fica na última enfiada.

O visual é incrível, com o Museu e Arte Contemporânea às costas do escalador e um ângulo de 360º do Rio de Janeiro e Niterói ao chegar no cume.

É possível rapelar pela própria via, mas o ideal é descer pela face sul, bem mais curta.

Como chegar:

siga para o bairro de Jurujuba, logo depois de Charitas, onde fica uma das estações das Barcas S.A.

Se estiver de carro, siga pela Av. Carlos Ermelindo Marins, ao passar pela Igreja de Jurujuba, onde, em frente, fica o ponto final do ônibus 33 (Jurujuba-Centro), pegue a Estrada General Eurico Gaspar Dutra até a Praia do Adão. Cerca de 500m após passar pela igreja, há um recuo na estrada, ao lado da descida para a praia, onde é possível estacionar.

Para chegar de ônibus, pegue o 33 (Jurujuba-Centro), desça no ponto final e caminhe até a Praia do Adão.

Do estacionamento já é possível avistar a Face Sul do Morro do Morcego. Desça para a praia e vá contornando os costões de rocha, ora pela pedra, ora por caminho de pescadores e, no final, por entre um capinzal, até chegar ao lado oposto, na Face Norte.

Após cerca de 50 min de caminhada, já será possível ver o pequeno bosque na margem da praia, que marca a base da Moby Dick, e os primeiros grampos.

Powered by Wikiloc
Powered by Wikiloc

Clique no croqui para baixar o pdf Croqui Moby Dick - 3º IV - E1 D1 - 205 m

Traçado Moby Dick - 3º IV - E1 D1 - 205 m

Histórico de verificações:

Data Situação Ação Colaboradores
07/06/2014 Proteções em bom estado Primeira avaliação e produção do croqui Claudney Neves e Leandro do Carmo

Fontes de consulta:

– www.niteroiense.org.br
– Relatório de conquista (arquivos do CEL)
– Leandro do Carmo, Leo Nobre e Leandro Pestana

1 thought on “Moby Dick”

  1. Hans disse:

    Está procurando uma via que nunca ninguém faz? Com uma vista espetacular, 360º do Rio, Niterói, Entrada da Bahia, MAC, ponte …? Quer aventura pertinho da casa? Então faça a Moby Dick!
    O acesso é lindo demais, ora no costão da Bahia, ora no mato, mas … se não quiser se arranhar muito, use calça comprida e camisa de manga. Tem que ter alguns genes do Indiana Jones e senso de orientação para chegar na base, mas as informações aqui no site são boas (não vimos os grampos da outra via “Morcego Nervoso”). A base fica acima de uma piscina natural. Não desista, vale a pena!
    Levamos uns 90 minutos (a chuva dos dias anteriores, junto com tênis escorregadio atrapalhou a caminhada no costão).
    A via é fácil, mas não espere muita rocha. Está cheia de musgo e limo, em rocha rugosa, com poucos agarrões. Portanto delicada, mas bem protegida. O crux fica no último lance, bem vertical, mas cheio de grampos.
    O visual no cume realmente é demais. Leve máquina de verdade, não somente o celular. E não tem ninguém, porque não há acesso por trilha.
    O rapel pela outra face é fácil de achar. Grampo duplo, lembra o rapel do Dedo. Após quase 30m um grampo simples, embaixo de um grande bloco. O segundo rapel leva ao colo, e a volta é mais confortável e muito mais curta do que a ida.
    Fotos aqui: https://www.facebook.com/hrauschmayer/media_set?set=a.1327886040614240.1073741906.100001785707205&type=3&pnref=story

Deixe uma resposta