“Em 2009, Felipe Dallorto e Flavia dos Anjos me convidaram para tentar um lance em uma via que eles estavam conquistando. A linha começava em um diedro fácil e chegava abaixo de uma fenda horizontal que subia para a esquerda. Cheguei nesse lance chave sem problemas…

Naquele ponto a passada é muito bem protegida com friends grandes. Na ocasião coloquei um #4 e um #3, estava com medo! 😀

Há boas agarras dentro da via, onde é necessário fazer um domínio na direita da fenda. Depois disso o corpo é jogado para a esquerda, dentro da diagonal. Nesse momento o escalador fica com a cabeça na parte mais baixa e os pés pra cima, um lance exótico 😀

Lembro que na conquista tentei mais de uma vez, até conseguir repetir esse roteiro. Quando estava com o corpo totalmente dentro da fenda, “minhoquei” pra cima, de ré, até sair para a parte mais larga, onde bati um grampo e logo depois a parada.

Quando divulgamos a conquista, um outro escalador entrou em contato e disse que já havia entrado naquela linha. Felipe perguntou que peças ele tinha utilizado na ocasião, a resposta foi: ‘Apenas nuts…’.

Assim nasceu a Forrest Gump (o contador de histórias), uma via que gosto muito, justamente por sair do convencional ;)”

Texto: Claudney Neves

Fotos: Felipe Dallorto

Categorias: Histórias

Deixe uma resposta