Em 2009, escaladores de Jacarepaguá e simpatizantes descobriram um novíssimo setor na região da Pedra Hime. A montanha se chamou Jair Lourenço, em homenagem ao grande escalador que fez história no montanhismo.

As primeira vias nasceram em outubro daquele ano, e são justamente essas três as conquistas do CEL na Falésia de Cima: Cavaleiro Branco, Doce Ilusão e Do Teto ao Chão.

São vias esportivas que variam de 7° a 8° grau, com 15 m de extensão e com nomes que têm uma história à parte…

Cavaleiro Branco: a conquista foi iniciada já com um nome, Cavaleiro Negro, devido à cor da rocha por onde seguiria a linha, mas foi visto que ali a qualidade da rocha era péssima mais acima. A única proteção batida foi retirada e a conquista reiniciada alguns metros à direita, em uma trecho mais claro da rocha, que modificou o nome final da via.

Doce Ilusão: diferente da Cavaleiro Branco, essa começou a ser conquistada sem um nome, em uma linha inicial com agarras maravilhosas, grandes e com excelentes pegas. Mas, logo acima, foi alcançado um trecho onde não havia praticamente mais agarras. A doce ilusão de uma via de agarrões do início ao fim foi por água abaixo.

Do Teto ao Chão: durante a conquista houve um acidente com um dos conquistadores, que levou uma vaca preocupante logo depois do teto inicial, ao confiar demais nos cliffs onde tinha se instalado para bater a proteção seguinte. Na queda, levantou seu segurança e bateu com força no chão. Fato que marcou o fim dos trabalhos naquele dia e batizou a via.

 

Nos dois anos seguintes mais conquistas foram finalizadas no setor, totalizando 8 vias que ficam completamente na sombra nas primeiras horas da tarde, proporcionando escaladas agradáveis e um visual incrível de todo o Parque Nacional da Tijuca.

Se você quer subir o grau e trabalhar sua técnica e força, essa é uma excelente pedida dentro da Temporada de Escaladas CEL 60.

Categorias: Histórias

Deixe uma resposta